Terreiros marcham em Salvador contra intolerância religiosa e violências que atingem as mulheres

Foto: Fafá Araújo/ Divulgação

O respeito às mulheres e o enfrentamento a todo tipo de violência contra elas norteiam a  XIII Caminhada pelo fim da Violência, da Intolerância Religiosa, pela Paz. A marcha, organizada pelos terreiros do Engenho Velho da Federação, em Salvador,  acontece hoje, quarta, 15. A saída será às 15 horas do final de linha do bairro, onde fica o busto em homenagem a Doné Ruinhó, que foi líder religiosa do Terreiro Bogum.

Para este ano, a comissão organizadora escolheu o tema “Respeito às mulheres- Parimos, criamos, educamos e somos vítimas deles?”. O objetivo foi discutir, além das intolerâncias no campo religioso, outra formas de violências que atingem as mulheres nas diferentes fases de vida.

A caminhada começou em 2004, quando terreiros do bairro começaram a ser atacados por denominações de igrejas neopentecostais. Vestidos de branco, representantes da diversidade que caracteriza as religiões afro-brasileiras tomam as ruas do bairro e de áreas próximas para ratificar o direito à liberdade de culto que é assegurado pela Constituição Brasileira.

“A XIII Caminhada pelo fim da violência e intolerância religiosa, neste ano de 2017, vem pra rua com toda força e determinação pautar o enfrentamento a todas as formas de violência contra as mulheres”, diz um trecho do manifesto elaborado pela comissão organizadora que reúne membros dos diversos terreiros.

Marcha reúne representantes de diferentes terreiros. Foto: Fafá Araújo/Divulgação

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s