ONU Mulheres Brasil e SPM lançam novos dados de pesquisa sobre violência contra as mulheres, em 23/11, em Brasília

Pela primeira vez, estudo faz ligação da violência doméstica no Nordeste brasileiro, com foco em gerações, vulnerabilidades raciais e socioeconômicas e incidência sobre os direitos reprodutivos. Pesquisa inédita é da Universidade Federal Ceará e do Instituto Maria da Penha, financiada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, com apoio do Banco Mundial e do Instituto Avon. Divulgação marca campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

 

Estudo inédito sobre a violência contra as mulheres no Nordeste brasileiro estabelece os efeitos entre gerações, a vulnerabilidade racial e socioeconômica das vítimas e a ação no período reprodutivo. Os dados serão apresentados em 23 de novembro, às 14h, na Casa da ONU Brasil, em Brasília, como parte da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Neste ano,  mobilização global segue o lema “Não deixar ninguém para trás: acabar com a violência contra mulheres e meninas”.

A Pesquisa Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (PCSVDFMulher) tem amostra de 10 mil mulheres, entre 15 e 50 anos, moradoras de capitais nordestinas: Aracaju, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Natal, Recife, Salvador, São Luís e Teresina. O estudo é realizado pela Universidade Federal do Ceará, Institute for Advanced Study in Toulouse e o Instituto Maria da Penha, em cooperação com a Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, com apoio do Instituto Avon. A divulgação é feita em parceria com a ONU Mulheres Brasil.

A apresentação dos dados será conduzida pelo professor José Raimundo Carvalho, coordenador da pesquisa pela Universidade Federal do Ceará. Estarão presentes no evento: Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil; Fátima Pelaes, Secretária Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República; Maria da Penha Maia Fernandes, fundadora do Instituto Maria da Penha; Daniela Grelin, gerente Sênior do Instituto Avon; e Ana Costa, vice-presidente da Avon. Após a exposição da pesquisa, haverá coletiva de imprensa. Credenciamento em: bit.ly/coletiva-onumulheres

Lançamento de novos dados de pesquisa sobre violência contra as mulheres e da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres
Data: 23 de novembro de 2017
Horário: das 14h às 17h
Local: Casa da ONU (Complexo Sergio Vieira de Mello  | Setor de Embaixadas Norte, Quadra 802 – Conjunto C, Lote 17) – Brasília/DF
Credenciamento de imprensa: bit.ly/coletiva-onumulheres

Assessoria de Comunicação da ONU Mulheres Brasil
Isabel Clavelin – 61 3038 9140 | 98175 6315
isabel.clavelin@unwomen.org

Instituto Avon (SOKO)
Fabiane Abel – fabiane@soko.cx
(11) 9 4283-5973

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s