Apresentação de projetos encerra edição do curso em Campo Grande

Sugestões de aplicativos e conteúdo especializado para plataformas como Facebook, Instagram e Whatsapp foram alguns dos projetos apresentados como resultado do Curso em Comunicação, Saúde e Direitos das Mulheres, realizado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. As propostas surgiram a partir do conjunto de atividades pedagógicas do curso, que teve esta edição extra em uma parceria entre a ONU Mulheres e a Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJMS).

Realizado nos dias 18 e 19 deste mês, o curso integrou a programação do 6º Seminário de Direito para Jornalistas e reuniu profissionais com  atuação em redações, assessoria de comunicação e  instituições da sociedade civil. As atividades pedagógicas foram realizadas após os módulos “Mulheres, saúde, acesso aos direitos e os contextos de enfrentamento ao racismo, ao etnocentrismo e à violência em sociedade”; “Comunicação, ética e os princípios da solidariedade e justiça social na saúde” e “Mídias Digitais”.

A assessora de Comunicação da ONU Mulheres, Isabel Clavelin, apresentou ações e projetos que tem a mídia como área estratégica

As sugestões de projetos foram apresentadas com base em uma análise crítica da mídia e no exercício de interagir com uma fonte especializada sobre os temas apresentados no curso.  A convidada para esta ação foi a educadora e especialista em políticas de enfrentamento à violência contra as mulheres, Aparecida Gonçalves.

“A violência é um fator estruturante das desigualdades. Ela é usada para submeter não importa se ocorre no ambiente institucional, na rua ou em casa e tem sempre como base o princípio de manter a vítima presa a uma situação que ela não deseja”, apontou Aparecida Gonçalves. Com uma ampla experiência no campo da gestão pública- de 2003 a 2016 ela atuou na Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, coordenando programas e ações, articulando discussões, inclusive sobre a Lei Maria da Penha- Aparecida Gonçalves é atualmente presidenta da Xaráes Consultoria e Projetos.

A educadora e especialista em gestão, Aparecida Gonçalves, participou de coletiva em atividade pedagógica do curso

Integração

O Curso de Comunicação, Saúde e Direito das Mulheres é uma atividade viabilizada por um projeto de cooperação entre a ONU Mulheres e a Fundação Ford, realizado em outubro do ano passado em quatro capitais brasileiras: Rio de Janeiro, Natal, Salvador e Recife em turmas para jornalistas e outra para comunicadoras e comunicadores. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) é uma das instituições parceiras da iniciativa.

O projeto tem como objetivo incentivar a qualificação da cobertura jornalística nas diversas plataformas, redações e assessorias de comunicação destacando a importância da abordagem sobre a realidade de mulheres infectadas pelo zika vírus e outras arboviroses, como dengue e chikungunya, que compõem a chamada tríplice epidemia. Essa questão está articulada à discussão sobre o acesso aos direitos reprodutivos, direitos sexuais, à comunicação, prevenção e eliminação da violência contra as mulheres, sobretudo as negras e indígenas. A atividade teve, além desta edição extra em Campo Grande, a etapa de Fortaleza realizada em dezembro do ano passado por meio de uma parceria entre a ONU Mulheres e o Sindicato dos Jornalistas no Ceará (Sindjorce).

A juíza Jaqueline Machado é a titular da Coordenadoria da Mulher do TJMS, parceira da ONU Mulheres nesta edição extra do curso

O projeto foi realizado por meio de uma extensa rede de entidades parceiras, além da Fenaj: Articulação de ONGs de Mulheres Negras Brasileiras, Artigo 19, Blogueiras Negras, , Intervozes, Instituto Patrícia Galvão, Rede Mulher e Mídia, Repórteres sem Fronteiras, Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas), OPAS/OMS (Organização Pan-americana e Saúde/Organização Mundial da Saúde). O curso acontece com apoio das ONGs Criola, Kilombo, Mirim e Odara e instituições de ensino como o Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Católica de Pernambuco, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Estácio de Sá/FIB- unidade Salvador, e das empresas de comunicação digital Google, Facebook e Twitter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s